quinta-feira, 3 de março de 2011

Galliano despede-se da Dior


Hey Lindos.
Desculpem o sumiço, mas estava resolvendo assuntos que me impediram de postar (problemas com a conta do Gmail, curso e afins), espero que não aconteça novamente.

Essa semana, eu choquei, acho que não só eu, mas todos nós de adoramos a Maison Dior.
O mundo da moda, ainda surpreso pela notícia do escândalo envolvendo o estilista britânico John Galliano por declarações consideradas "antissemitas", se pergunta agora quem vai substituí-lo à frente da maison Christian Dior.
Galliano negou nesta quarta-feira as acusações de antissemitismo e racismo, mas pediu perdão por sua conduta, em um comunicado publicado por seus advogados em Londres.
"Nego totalmente as acusações contra mim e cooperarei plenamente com a investigação da polícia", declarou o estilista, acrescentando: "Antissemitismo e racismo não têm lugar em nossa sociedade. Eu peço desculpas pelo meu comportamento se causei alguma ofensa".
John Galliano "é insubstituível", diz a crítica de moda britânica Hillary Alexander, durante o desfile nesta quarta-feira da maison Laroche, inspirado na arte expressionista da pós-guerra. "Não se pode encontrar outro Galliano", disse Alexander, expressando sua "imensa tristeza" e "horror" pelo que aconteceu.
"Creio que com sua partida começará uma nova era para Christian Dior, que sabe que não pode encontrar alguém que crie coleções tão bonitas e românticas como as dele", disse Alexander em entrevista à AFP. "Depois de Galliano, se abre uma nova página" nessa maison, acrescentou.
Entre os nomes de estilistas que a maison Dior poderia colocar à frente de suas linhas femininas estão Stefano Pilati, o estilista a Yves Saint Laurent, e Hedi Slimane, ex-estilista da mesma marca, segundo a jornalista do jornal The Daily Telegraph.
Outro nome cotado é o de Elbay, estilista da Lanvin. "Mas Elbay está muito contente na Lanvin", diz Alexander, citando também Kris Van Assche, que já trabalha para Dior na coleção de decoração. "Mas não sei que experiência tem na Alta-Costura", acrescentou.
Um comprador de um país europeu, que pediu anonimato, disse que entre os nomes que começaram a ser falados desde que a Dior anunciou na sexta-feira a suspensão de Galliano, está o de Oliver Teyskens, ex-estilista da Rochas e da maison Nina Ricci.

0 comentários:

Postar um comentário

Sua opinião é sempre bem vinda, sinta-se livre para expor ela.

 
Layout por Cínthia | Powered by Blogger
Sweet and Dark Copyright 2013 - Todos os direitos reservados